RAFAELA PINHO
VESTÍGIOS
Emissão Online
 
2017-05-16 00:00:05
"Surpreendente Transformao do Carcter"
Quanto a mim, contemplarei a Tua face na justia; satisfazer-me-ei da Tua semelhana quando acordar. Salmo 17:15.

Cristo veio a fim de restaurar no homem a imagem do seu Criador. Ninguém, senão Cristo, pode remodelar o carácter arruinado pelo pecado. Veio para expulsar os demónios que tinham dominado a vontade. Veio para nos erguer do pó, reformar o carácter manchado, segundo o modelo do Seu divino carácter, embelezando-o com a Sua própria glória. DN, pág. 28.

O Senhor Jesus está a fazer experiências nos corações humanos através da demonstração da Sua misericórdia e abundante graça. Ele está a efectuar transformações tão assombrosas, que Satanás com todo o seu triunfante orgulho, com toda a sua confederação do mal unida contra Deus e as leis do Seu governo, fica a olhar para elas como um forte inexpugnável aos seus sofismas e enganos. São para ele um mistério incompreensível. Os anjos de Deus, serafins e querubins, os poderes comissionados para cooperar com os agentes humanos, presenciam com admiração e alegria como homens caídos, outrora filhos da ira, estão pela escola de Cristo, a desenvolver caracteres segundo a semelhança divina, para serem filhos e filhas de Deus, para desempenharem uma parte importante nas ocupações e prazeres do Céu. TM, pág. 18.

Foram purificados na fornalha da aflição. Por amor de Jesus suportaram a oposição, o ódio, a calúnia. Acompanharam-n’O através de dolorosos conflitos, suportaram a negação própria e experimentaram amargas decepções. Pela sua própria experiência dolorosa, compreenderam a malignidade do pecado, o seu poder, a sua culpa, as suas desgraças, e olham para ele com aversão. A compreensão do sacrifício infinito feito para os reabilitar, humilha-os aos seus próprios olhos, enchendo o seu coração de gratidão e louvor, que os que nunca caíram não poderão apreciar. Muito amam, porque muito foram perdoados. Tendo participado dos sofrimentos de Cristo, estão aptos para serem co-participantes da Sua glória. CS, pág. 477.

Na sua pureza sem mancha e em perfeição absoluta, Cristo considera o Seu povo como a recompensa de todos os Seus sofrimentos, da Sua humilhação, do Seu amor e o complemento da Sua glória – Cristo, o grande centro de onde irradia toda a glória. TM, págs. 19.

Por:
Partilhe:
newsletter
Copyright 2017 Rádio RCS